Conecte-se conosco

Notícias

Veja quais bancos têm programas de renegociação

Publicado

O Brasil tem 70,7 milhões de pessoas com o nome
negativado devido a dívidas, segundo levantamento da Serasa feito em março, um
aumento de 180 mil endividados em relação a fevereiro.
O estudo aponta que 34,8% dos inadimplentes têm
entre 26 e 40 anos, seguidos por 34,7% entre 41 e 60 anos.
Empresas como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica
Federal, o Bradesco e o Itaú oferecem programas para renegociação das dívidas.
Em novembro, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), o Banco Central, a
Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) e os Procons devem organizar em
conjunto um mutirão para renegociação. Neste ano, as entidades já fizeram uma
campanha em março.
O presidente da Adefin (Associação Brasileira de
Educadores Financeiros), Reinaldo Domingos, recomenda planejamento para quem
está com dívidas. “Mudar hábitos e comportamento é o primeiro passo para o
recomeço.”
Na semana passada, uma decisão da Corte Especial do
STJ (Superior Tribunal de Justiça) apontou que parte do salário de quem está
devendo pode ser usada para pagar uma dívida, caso a quantia não afete a
subsistência do devedor e de sua família. Até então, o limite mínimo era de 50
salários mínimos (cerca de R$ 66 mil)
Ainda cabe recurso à decisão, mas especialistas afirmam
que, se for mantida, pode ter impacto em outros processos que levaram em
consideração o limite de 50 salários mínimos.
Se você está com dívidas, veja abaixo algumas
opções que os bancos oferecem para renegociar os valores.
*
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
– A Caixa oferece condições especiais para
negociação à vista com desconto, mas também há opções de parcelamento em até 96
meses, conforme a situação de cada contrato
– Entrada mínima é de 10%
– Negociações de dívidas de até R$ 5.000 podem ser
feitas nas lotéricas da Caixa, informando o CPF e o código PEC 10727382
– As dívidas da casa própria também podem ser
renegociadas na Caixa
– É possível fechar acordo no site Negociar Dívidas
(www.negociardividas.caixa.gov.br); no app Habitação Caixa ou no app Cartões Caixa;
por telefone, nos números 4004 -0104 (capitais) e 0800-1040104 (demais
regiões); e por WhatsApp, no 0800-1040104
BANCO DO BRASIL
– O banco realiza a campanha Negocia BB até o dia
30 de abril. Os clientes têm descontos que vão de 20% a 95%. A taxa de juros
pode ter redução de até 15% e o parcelamento pode chegar a 120 meses. As
dívidas que estão sendo cobradas judicialmente também podem ser renegociadas.
– Os canais são WhatsApp no número (61) 4004-0001
com a sinalização verde de conta verificada, no app do Banco do Brasil, nas
agências bancárias, na central de relacionamento (4004-0001 nas capitais e
0800-729-0001 em demais cidades) e no internet banking
ITAÚ
– Condições de pagamentos variam de acordo com a
dívida e o perfil do cliente
– As negociações são por WhatsApp, no número (11)
4004-1144 (conta comercial verificada pelo WhatsApp); e pelo site
https://renegociacao.itau.com.br/, além das agências do banco ou via central de
atendimento
BRADESCO
– Está com campanha para renegociação de dívidas
até 30 de junho
– Os descontos podem chegar até 95% do valor total
da dívida para pagamento à vista
– Para o pagamento parcelado, o desconto é de até
80%
– É possível parcelar em 60 vezes, mas com juros;
as taxas são a partir de 0,99% ao mês
– A renegociação é para clientes pessoa física e
jurídica com dívidas em atraso no cartão de crédito, cheque especial,
empréstimo pessoal e outras modalidades
– Os acordos são fechados nas agências, no banco
pela internet, no app, nos caixas eletrônicos, unidade do Bradesco Expresso,
pelo Fone Fácil (4002-0022, para capitais e regiões metropolitanas, ou
0800-5700022) e nos escritórios de cobrança parceiros
BANRISUL
– Clientes têm prazos estendidos e taxas
competitivas para parcelamento com entrada reduzida, além de descontos em juros
e multas para pagamento à vista
– Negociações podem ser feitas nas agências do
banco, no app do Banrisul, no site Portal de Renegociação ou pelo WhatsApp (51)
3215-1900.
SAIBA FECHAR O ACORDO
Antes de concluir a negociação, é preciso saber o
valor da dívida e avaliar as condições que estão sendo propostas pelo banco ou
pela financeira. A plataforma Registrato, do Banco Central, mostra os
empréstimos e financiamentos existentes. A consulta é gratuita, sendo preciso
ter conta no gov.br. Veja abaixo outras dicas:
1. FAÇA AS CONTAS PARA ENTENDER SUAS DÍVIDAS
– Faça uma lista de todas as contas e parcelas
atrasadas, com os respectivos valores
– Coloque no topo da lista aquelas que você precisa
quitar primeiro, porque são essenciais para devolver o poder de compra ou
porque têm juros muito altos, como é o caso do cartão de crédito ou cheque
especial
– Depois, é preciso saber quanto terá disponível em
cada mês para pagar os valores negociados, considerando as demais despesas que
você já possui
2. NEGOCIE COM OS CREDORES
– Entenda como está sendo a negociação: Qual o
percentual de desconto sobre o total da dívida? Se pagar à vista, há desconto
maior? Se parcelar, qual o valor pago com juros?
– Defina um objetivo, o valor que poderá dispor e
faça contrapostas
– Se ainda ficarem dúvidas, imprima a proposta de
negociação, converse com a família e, só depois de chegar a uma conclusão,
feche o acordo
3. ORGANIZE-SE PARA NÃO CONTINUAR DEVENDO
– Ao fechar o acordo, saiba que é preciso cumpri-lo
até o final, portanto, negocie apenas valores que pode pagar com a renda que já
tem
– Para garantir que não tenha mais dívidas
negativadas em seu nome, aposte no planejamento financeiro, equilibre seus
ganhos e gastos mensais
– Faça uma planilha e envolva toda a família nesse
controle e no esforço para economizar
Fonte: Serasa Educa

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Deixe seu comentário

Facebook

Redes Socias

"

Últimas Notícias

Notícias1 dia ago

Hospital Regional de Marabá Oferece Atendimento Especializado para Gestantes de Alto Risco

Deiglaine Gomes Vieira, de 28 anos, residente em Nova Ipixuna, está grávida de oito meses e, devido à hipertensão e...

Destaque1 dia ago

Governo do Pará Declara Utilidade Pública para Desapropriação em Belém

O Governo do Estado do Pará anunciou a declaração de utilidade pública para fins de desapropriação de imóveis localizados na...

Destaque2 dias ago

Governador do Pará e Líderes Judiciais Firmam Acordo para Combater Violência contra Mulheres no Marajó

Em uma sessão histórica realizada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o governador do Pará, Helder Barbalho, uniu forças com...

Destaque3 dias ago

Pará Registra Queda de 29% nos Alertas de Desmatamento em Maio e Obtém Maior Redução da Amazônia Legal

O estado do Pará continua a avançar de maneira significativa na luta contra o desmatamento. Em maio de 2024, o...

Destaque1 mês ago

Dupla é Presa em Belém Após Roubo de Carro e Sequestro Relâmpago

Na noite da última terça-feira, 14, a polícia prendeu uma dupla de assaltantes no início da avenida Augusto Montenegro, próximo...

Cultura2 meses ago

Barcarena promove Escuta Cultural para implementação da Política Nacional Aldir Blanc

A Prefeitura de Barcarena, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, realizou na manhã desta quinta-feira (18) a...

Notícias2 meses ago

Confissão de Suspeito Impulsiona Investigação e Pode Desmantelar Grupo Criminoso em Ananindeua

Uma recente operação policial em Ananindeua, Pará, desencadeou uma série de desenvolvimentos cruciais na investigação de uma organização criminosa atuante...

Destaque