Conecte-se conosco

Notícias

MP: operação apura fraudes na Prefeitura de Ponta de Pedras

Publicado

A Prefeitura de Ponta de Pedras é alvo de uma operação do Ministério Público do Pará (MPPA) após denúncias sobre a contratação de falsos médicos. 
Nesta terça-feira (25) foi deflagrada a Operação Hipócrates, que apura irregularidades no Processo Administrativo Licitatório n° 00280402/21 de Ponta de Pedras, no Marajó, que resultou na contratação da empresa Aires Gestão Médica e Hospitalar Ltda, responsável pela prestação de serviços médicos no município entre os meses de setembro e outubro de 2021.  De acordo com o Ministério Público do Pará foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em endereços localizados no município de Ponta de Pedras, Belém, Ananindeua, Santa Luzia do Pará e no Rio de Janeiro. Além disso, dois servidores foram afastados da função pública.  Denúncias contra crimes de ódio aumentam no ParáPC e Receita Federal combatem crimes contra o consumidor
A investigação aponta uma “incompatibilidade do atestado de capacidade técnica” da empresa com o pedido no edital da licitação. Foi apontada ainda a ausência de registro dos documentos contábeis na Junta Comercial do Pará (JUCEPA), e um possível favorecimento para o grupo vencedor do processo. 
Ainda de acordo com as investigações, há irregularidades na execução dos serviços médicos, com profissionais no quadro da empresa sem consentimento deles, e pessoas exercendo funções na área da saúde sem os registros nos conselhos profissionais. 
No município de Ponta de Pedras, a sede da prefeitura foi um dos alvos de busca e apreensão, bem como endereços residenciais. A desorganização com documentos do setor de contabilidade da prefeitura chamou a atenção dos investigadores. A operação apreendeu celulares, documentos, cheques e valores em dinheiro. Além disso, um dos envolvidos no esquema tinha em casa quatro armas de fogo, com autorização. A operação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional (GSI-PA) e do GSI do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, e teve também a participação da Promotoria de Justiça de Ponta de Pedras. 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Deixe seu comentário

Facebook

Redes Socias

"

Últimas Notícias

Esportes22 minutos ago

Corpo do ex-piloto de F1 Wilson Fittipaldi deverá passar pelo Autódromo de Interlagos

Neste sábado (23), o corpo do ex-piloto de Fórmula 1, Wilson Fittipaldi, será homenageado em uma cerimônia especial no Autódromo...

Notícias2 horas ago

Beatriz é a 10ª Líder do BBB 24; Isabelle ganha R$ 44,5 mil

Durante o programa ao vivo desta sexta-feira (23) do BBB 24 (Globo), Beatriz foi coroada a décima Líder da casa.Beatriz...

Notícias2 horas ago

Copa do Brasil: Águia soma quase R$ 2 milhões em premiação

O Águia de Marabá vive uma lua de mel quase perfeita com o futebol desde a temporada 2023. E se...

Notícias2 horas ago

Guarda municipal acusado de matar esposa é condenado a 15 anos de prisão em Santa Izabel do Pará

Gerivaldo Araújo da Silva, 42 anos, guarda municipal de Castanhal, nordeste do Estado, foi condenado a 15 anos e 7...

Esportes2 horas ago

Kleber Bambam diz ter vivido drama em preparação para luta contra Popó: ‘Foi surreal’

Kleber Bambam revelou ter se lesionado durante a preparação para a luta contra o tetracampeão mundial de boxe Acelino “Popó”...

Notícias3 horas ago

Ação em Santo Antônio do Tauá atende mais de 500 pessoas

No município de Santo Antônio do Tauá, uma ação de cidadania promovida nesta sexta-feira (23) atendeu mais de 500 pessoas,...

Notícias3 horas ago

Paysandu apresenta “Sentinela”, a camisa 2 da temporada 2024

Quem conhece o hino do Pará, sabe que a letra tem a frase: “Do Brasil, sentinela do Norte”. Essa expressão...

Destaque